CIÊNCIA ANIMAL!

CIÊNCIA ANIMAL! O QUE VEM A SER?

por Alexandre Rossi
|
|
Compartilhe:

Queria contar um pouco a vocês sobre esse espaço no Portal, que eu considero muito bacana e cheio de possibilidades.

Eu sempre tive um interesse muito grande por tudo aquilo que envolve a Ciência. Testar hipóteses, aprender com os resultados, às vezes descobrir algo novo e que ninguém sequer imaginava… Tudo isso sempre me fascinou.

E na área de comportamento animal, a Ciência tem um papel muito importante. Com base nos resultados de inúmeras descobertas científicas, podemos encontrar aplicação no trabalho com os animais de estimação, de criação ou aqueles que vivem em cativeiro. Isso sem contar os estudos que têm por objetivo entender melhor o comportamento de animais silvestres ou selvagens, em seus ambientes naturais.

Meu interesse pelo mundo científico foi ainda mais aguçado durante meu período de Mestrado, com todo o aprendizado e convivência com pessoas muito capazes e especiais, de quem vou levar para o resto da vida lições importantes.

Recentemente, reuni um grupo de profissionais da Cão Cidadão para trilharem junto comigo um caminho mais voltado para estudo da ciência por trás do comportamento animal. Chamamos essa turma de profissionais apaixonados pelos animais de GEC - Grupo de Estudos Científicos.

O desafio que nos colocamos inicialmente foi analisar estudos recentes relacionados a comportamento animal para fins de comparar os resultados efetivos com aquilo que é divulgado especialmente pela grande mídia. Esse se mostrou um exercício difícil, até porque, na maioria das vezes, as matérias são redigidas por pessoas sem o conhecimento necessário para tirar as conclusões corretas, o que pode levar a interpretações completamente equivocadas quanto aos resultados realmente obtidos.

Dessa análise começaram a ser produzidos textos com as conclusões e informações que entendemos pertinentes para o dia a dia dos profissionais da área de comportamento, e compartilhamos esse material internamente, com os colegas da Cão Cidadão.

Mas agora chegou o momento de abrangermos mais pessoas interessadas no estudo do comportamento animal, para que possamos trabalhar sempre e em conjunto para uma melhor análise do que a ciência está sempre descobrindo sobre os nossos tão queridos animais e aquilo que pode melhorar a qualidade de vida deles e a convivência com as famílias.

Os textos que serão publicados aqui são sempre redigidos e revisados por algum membro do GEC, que estará sempre identificado. Nossas reuniões para discussão dos temas são sempre divertidas e leves, contrariamente ao que se poderia imaginar de um grupo de apaixonados por Ciência!

Mesmo com todo nosso esforço de análise para correta divulgação do que a Ciência descobre, logicamente que podemos chegar a conclusões equivocadas e, neste espaço, gostaria muito de sempre poder contar com as opiniões e críticas construtivas sobre o que estivermos divulgando.

O Ciência Animal é um espaço de divulgação e troca de conhecimento sobre comportamento animal, especialmente voltado para aqueles que têm interesse ou já trabalham na área ou por aqueles apaixonados pelos bichos como nós somos.

E assim, podermos todos aplicar novos conhecimentos em prol dos animais que tanto fazem a diferença na nossa vida e na vida de milhares de famílias.

Conto com a participação de vocês!

Encontre por tipo de Mídia:


SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

CÃES

Os nossos amigos de quatro patas estão sempre se comunicando, por meio de linguagem corporal ou vocalização (latidos, uivos).

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

SE VOCÊ É UM DONO: MAL-HUMORADO

Os mais indicados são aqueles que gostam de carinho, mas depois voltam para o cantinho deles, tudo sem excessos.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.