COMPORTAMENTO

UOL traz dicas do Alexandre para quem quer ter seu cachorro no casamento

por Equipe de Comunicação
|
Compartilhe:

Gabriela Guimarães e Veridiana Mercatelli

Colaboração para o UOL

Seu coração bate mais forte só de pensar no seu cãozinho levando as alianças até o altar? Mas antes de sair colocando gravata ou vestido branco no dog, saiba que não é só porque ele é um fofo dentro de casa, que ficará de boa na cerimônia. Especialistas dão dicas para que esta participação especial do pet no casamento dê certo.

1. Leve o temperamento dele em consideração

Ele não pode ter comportamentos perigosos e agressivos com ninguém. Também não deve ser medroso, porque um local com muita gente será desgastante para ele. É bom que seja sociável, dócil, educado e tranquilo. Se for do tipo bagunceiro e agitado, precisa de uma supervisão maior. Procure um bom profissional, que vai primeiro cuidar do comportamento e, depois, treiná-lo de forma específica para participar do casamento.

2. Algumas raças são mais fáceis que outras

Alguns cães aprendem um pouco mais rápido, como o Golden Retriver, o Pastor Alemão e o Border Collie. Repense a decisão se tiver um cão de guarda, que pode amedrontar os convidados – não é preconceito com porte, mas constatação, dizem os especialistas. Por outro lado, se o porte for muito pequeno, ele pode se machucar no meio da multidão.

3. Observe como ele se comporta em multidões

Para saber se o seu cãozinho dá conta do recado, simule uma situação parecida, com um lugar cheio de gente, onde ele conheça algumas pessoas e outras, não. Veja como você também consegue ter o controle neste cenário. Muitas vezes, o cachorro sai correndo e se houver portas abertas ele pode se perder ou se machucar.

4. O tempo de treinamento

Depende de o quanto o cachorrinho já é adestrado, do envolvimento da família e dedicação dos tutores. Se ele já tiver o hábito de carregar objetos e responder a comandos, além de ficar bem em ambientes com barulho e muitas pessoas, o treino pode durar semanas. Se não, o adestramento pode persistir por até um ano.... - Continue lendo aqui.

Encontre por tipo de Mídia:


Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets e crianças com necessidades especiais

Alexandre Rossi conta os benefícios que os animais trazem para a vida de uma criança especial.

Como adotar um cão?

Adotar um animal é um ato de amor e compaixão, mas que precisa ser bem pensado. Descubra mais com Alexandre Rossi.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Copa: cães que sofrem com barulhos altos

Dicas para minimizar ou acabar com o medo dos pets nos dias de jogos do Brasil durante a Copa.

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.