CURIOSIDADES

CÃES REALMENTE SENTEM PENA DAS PESSOAS?

por Alexandre Rossi | Coluna Canal Pet - Ig
|
Compartilhe:

A ciência tem se voltado bastante para as emoções dos cães. Este foi um dos temas dos congressos que visitei. Nesse sentido, volta e meia nos deparamos com notícias afirmando que os cachorros sentem pena das pessoas, como se os cientistas tivessem conseguido provar essa emoção nos peludos. Aliás, realmente houve uma pesquisa em que a empatia nos cães foi um dos aspectos avaliados pelos cientistas.

Mas, o que é empatia?

Empatia é definida como a capacidade de se contagiar com a emoção do outro, que pode ocorrer de forma automática ou de maneira inconsciente. Processos mentais mais complexos também podem ser envolvidos, como conseguir se colocar no lugar do outro e imaginar como essa pessoa está se sentindo.

Opiniões foram tratadas como fatos

A pesquisa que eu mencionei acima, na verdade, não apresenta nenhuma descoberta, mas propõe uma reflexão sobre a capacidade de os cães terem empatia pelos humanos. Mas os autores também mencionam que ainda não há propostas de pesquisas para explorar mais profundamente essa ideia.

O artigo tinha as seguintes finalidades: explicar por que os próprios autores acreditam que os cães sejam capazes de ter empatia por humanos, revisar evidências a favor e contra dessa opinião, e propor sugestões para futuros estudos sobre o tema.

Mas a empatia realmente existe?

Existem várias evidências que nos levam a acreditar que os cães sejam capazes de demonstrar empatia, ou pena, por outros cães e por nós. Alguns estudos mostraram, por exemplo, que os cachorros tendem a bocejar mais quando veem um humano bocejando, indicando a presença de neurônios espelho, que reagem aos nossos comportamentos.

Sabemos também que os cães conseguem diferenciar os nossos comportamentos, expressões e tonalidade de voz, e que muitos demonstram mudanças comportamentais e fisiológicas com relação a isso. Mas não podemos afirmar categoricamente que eles sentem pena dos humanos.

Conclusão
 
Seria realmente muito bacana para os humanos poder afirmar que os cães sentem pena de seus parceiros de duas pernas. Mas trata-se de uma expectativa que projetamos neles, não sendo uma emoção que podemos realmente afirmar que sentem.

De qualquer forma, sentindo pena ou não dos humanos, os nossos cachorros são companheiros maravilhosos, e essa amizade iniciada há milênios traz inúmeras e ótimas consequências para ambos.

Encontre por tipo de Mídia:


Live nas mídias sociais da Veja SP

https://www.facebook.com/vejasp/videos/10156808...

Veja a live que Alexandre Rossi participou nas mídias da Veja SP, tirando algumas das dúvidas mais frequentes dos tutores.

Alexandre dá dicas sobre animais ansiosos

https://www.facebook.com/Alexandreprossi/videos...

Assista a live que o especialista preparou para tirar dúvidas de tutores.

Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br...

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS...

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets e crianças com necessidades especiais

Alexandre Rossi conta os benefícios que os animais trazem para a vida de uma criança especial.

Como adotar um cão?

Adotar um animal é um ato de amor e compaixão, mas que precisa ser bem pensado. Descubra mais com Alexandre Rossi.

Como estimular os gatos a beberem mais água?

O Dr. Pet explica a importância da água para os felinos e dá dicas para estimular a sua ingestão.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

Alexandre para revista Contigo: adestrar para melhorar a convivência no lar

https://contigo.uol.com.br/

Veja a coluna da Cãotigo de agosto.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.