PET DICAS

10 regras para garantir a segurança do pet

por Equipe de Comunicação
|
Compartilhe:

Conheça 10 dicas úteis para evitar acidentes relacionados ao seu cachorro durante as festas de fim de ano.

  1. Barulhos excessivos: deixe o animal em um local onde o barulho é mais baixo junto com algo que tenha o cheiro do tutor, como camisetas ou a própria cama.
  2. Risco de fuga: alguns animais, quando ficam assustados, tentam fugir por locais que nem sempre são seguros. Por isso, é importante, além dos treinos de dessensibilização, mantê-los em locais que eles não possam fugir e que, ao mesmo tempo, sintam-se protegidos.
  3. Risco de queda: é importante proteger janelas e sacadas perigosas, evitando que, no desespero, o cão tente pular.
  4. Árvores de Natal: os pets curiosos podem se machucar com os enfeites da árvore de Natal. Por isso, tente deixá-la em um local onde ele não tenha acesso. Além disso, opte por enfeites que não sejam tão perigosos, como os de plástico, papel ou feltro. Tente também ensiná-lo a respeitar os limites.
  5. Atenção aos ansiosos: alguns animais ansiosos podem acabar roendo objetos, como a árvore de natal, seus enfeites e até mesmo os pisca-piscas. Por isso, invista em um bom enriquecimento ambiental e até mesmo em sprays repelentes para móveis.
  6. Casa cheia: é preciso ficar atento à chegada dos convidados, pois com toda a animação de recebê-los é possível esquecer o cachorro para fora de casa. É importante que todos os animais tenham alguma forma de identificação. Caso o seu pet fique muito assustado com tanta gente, é legal deixá-lo em um cômodo da casa onde ele se sinta seguro ou em um hotel de sua confiança.
  7. Alimentos tóxicos: alguns alimentos são tóxicos e podem até levar o pet à morte! Por essa razão, é importante alertar os seus convidados para que não deem comida e guloseimas a ele. Evite: chocolate, uva passa, macadâmia e ossos.
  8. Bebidas alcóolicas: procure não deixar bebidas alcóolicas ao alcance dos pets, pois pequenas quantidades ingeridas podem levá-los ao coma alcoólico. Nesses casos, procure um médico veterinário imediatamente.
  9. Plaquinhas de identificação: como falamos anteriormente, é muito importante que o seu pet tenha alguma identificação com o nome dele e do tutor, endereço e telefone para contato. Caso ele fuja, é mais fácil identificá-lo.
  10. Acidentes com pessoas: algumas reações e movimentos podem fazer com que o pet se assuste e aja em defesa da família, com agressividade, mesmo que esse não seja o seu comportamento natural. A melhor maneira de evitar tais situações é dessensibilizando o cão a esses barulhos e movimentos.

Nem sempre os treinos são fáceis, por isso, a ajuda de um adestrador profissional pode ser a solução. Boa sorte!

Fonte: Cães e Cia 

 

Encontre por tipo de Mídia:


Live nas mídias sociais da Veja SP

https://www.facebook.com/vejasp/videos/10156808...

Veja a live que Alexandre Rossi participou nas mídias da Veja SP, tirando algumas das dúvidas mais frequentes dos tutores.

Alexandre dá dicas sobre animais ansiosos

https://www.facebook.com/Alexandreprossi/videos...

Assista a live que o especialista preparou para tirar dúvidas de tutores.

Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br...

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS...

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets e crianças com necessidades especiais

Alexandre Rossi conta os benefícios que os animais trazem para a vida de uma criança especial.

Como adotar um cão?

Adotar um animal é um ato de amor e compaixão, mas que precisa ser bem pensado. Descubra mais com Alexandre Rossi.

Como estimular os gatos a beberem mais água?

O Dr. Pet explica a importância da água para os felinos e dá dicas para estimular a sua ingestão.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Alexandre e Estopinha no programa Rock a 3

Ouça a entrevista do especialista na rádio Kiss FM.

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

Alexandre para revista Contigo: adestrar para melhorar a convivência no lar

https://contigo.uol.com.br/

Veja a coluna da Cãotigo de agosto.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.