BRINCADEIRAS

Alexandre Rossi fala sobre brinquedos para o blog Balaio de Bichos

por Equipe de Comunicação
|
Compartilhe:

Está certo que muitas vezes nós nos encantamos mais com os brinquedos do que os nossos pets. Quem nunca pagou caro por um brinquedo no petshop e viu o gato ignorá-lo que atire a primeira bolinha de papel. 

Mas a tecnologia está sempre evoluindo e com ela, cada vez brinquedos mais legais estão chegando ao mercado. O zootecnista e especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, esteve na Global Pet Expo, considerada uma das maiores feiras dedicadas aos animais de estimação do mundo, que aconteceu em Orlando, nos EUA, de 21 a 23 de março e conta um pouco do que viu por lá. 

"Uma das novidades que mais me chamou a atenção foi um ratinho robô, que simula uma presa para que os gatos possam perseguir e capturar, dando espaço ao instinto natural de caça desta espécie. Feito com tecnologia de aspiradores de pó, o ratinho consegue desviar de objetos pela casa. Além disso, ele foge do felino, vira, desvira e até treme e grita quando é capturado. Na minha opinião, essa será uma tendência cada vez mais comum como brinquedo interativo para os animais de estimação, pois oferecer um rato vivo para o felino caçar é considerado cruel. Esse brinquedo é muito importante para que o gato possa ter mais atividades físicas e psicológicas dentro de casa. Como era apenas um protótipo, o produto deverá ser lançado nos EUA em breve, mas aqui no Brasil ainda não tem previsão", explica. 

Outra tendência apontada na feira é o uso medicinal da maconha também para os animais de estimação. Rossi ressalta que "nesses produtos o princípio ativo é o cannabidiol (CBD), que tem propriedades terapêuticas e não o tetradidrocanabinol (THC), que contém princípios psicoativos e neurotóxicos." 

"Achei muito interessante como essa tendência aumentou, anteriormente eu via um ou outro expositor com produtos contendo a maconha como componente principal, mas nessa última feira encontrei mais de trinta expositores com esses tipos de produtos. Eles são vendidos em vários formatos: pastas, petiscos, pílulas ou cremes, com a finalidade de aliviar dores, auxiliar na cicatrização, acalmar, atuar como anti-inflamatório, controlar epilepsia, etc. Alguns efeitos benéficos já são comprovados cientificamente e outros ainda estão sendo estudados", diz o especialista. 

Outro acessório para pets que deve se tornar mais comum, tendo em vista as novidades mostradas na feira, são os carrinhos para transporte dos pets, principalmente os cachorros. Ele destaca que, entretanto, o carrinho só deve ser usado em situações pontuais, para não se tornar prejudicial, impedindo o cão de passear no chão, "um comportamento natural e muito importante para eles." 

Alimentação 

Rossi conta também que o mercado está trazendo muitas novidades relacionadas com a alimentação. 

"A alimentação muito natural, por exemplo as que ofereciam ratos e pintinhos congelados para alimentar o pet, como forma de levá-lo de volta a suas origens naturais de predador, apresentadas nas últimas feiras, não foi bem recebida pelos tutores e perdeu forças. Por outro lado, essa alimentação, não tão exagerada, sempre ganha destaque e muitas tendências estão ligadas a este quesito. Vi rações secas, sem transgênicos, orgânicas, alimentação natural crua, desidratada, entre outras. Vi petiscos feitos à base de proteína de grilos, pois criá-los consome menos recursos naturais, como água e alimentos, e em vários momentos percebi a preocupação e o cuidado das empresas com o meio ambiente. Acredito que essa é uma tendência que atrairá muitos tutores que se preocupam com questões ambientais. A alimentação natural para gatos é possível, mas, assim como com cães, deve ser prescrita e acompanhada por veterinário, especialista no assunto", finaliza.

Fonte: Bonde.

Encontre por tipo de Mídia:


Live nas mídias sociais da Veja SP

https://www.facebook.com/vejasp/videos/10156808...

Veja a live que Alexandre Rossi participou nas mídias da Veja SP, tirando algumas das dúvidas mais frequentes dos tutores.

Alexandre dá dicas sobre animais ansiosos

https://www.facebook.com/Alexandreprossi/videos...

Assista a live que o especialista preparou para tirar dúvidas de tutores.

Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br...

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS...

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets e crianças com necessidades especiais

Alexandre Rossi conta os benefícios que os animais trazem para a vida de uma criança especial.

Como adotar um cão?

Adotar um animal é um ato de amor e compaixão, mas que precisa ser bem pensado. Descubra mais com Alexandre Rossi.

Como estimular os gatos a beberem mais água?

O Dr. Pet explica a importância da água para os felinos e dá dicas para estimular a sua ingestão.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

Alexandre para revista Contigo: adestrar para melhorar a convivência no lar

https://contigo.uol.com.br/

Veja a coluna da Cãotigo de agosto.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.