REDES SOCIAIS

Live nas mídias sociais da Veja SP

por Equipe de Comunicação
|
Compartilhe:

Alexandre Rossi, zootecnista e especialista em comportamento animal, participou de uma live no Facebook e no Instagram da revista Veja São Paulo, ao lado de Carolina Giovanelli, editora da Vejinha e do blog Bichos, no qual o especialista mantém uma coluna mensal. No Facebook, a live alcançou 127 pessoas, enquanto no Instagram foram 44 visualizações.

Durante as transmissões, o especialista respondeu várias perguntas e dúvidas do público. Veja abaixo os principais temas abordados.

Bronca

Segundo o especialista, é preciso buscar um equilíbrio e priorizar o bem-estar do animal. “Se eu vejo que uma bronca ou correção vai mudar a qualidade de vida do animal, é melhor eu fazer.”

No entanto, lembre-se de que dar bronca fora da hora não funciona! Por isso, se você voltou para a casa e encontrou todas as almofadas destruídas, não brigue com o pet. Não vai adiantar. Outra dica importante é que a bronca não deve virar uma disputa, pois isso pode acabar deixando o cachorro violento.

Alimentação

Para Alexandre, é importante tentar comprar a melhor ração que você puder, em questão de qualidade. Hoje em dia, muito se fala em alimentação natural e caseira, mas, para isso, é preciso saber balancear e suplementar a dieta para que não falte nenhum nutriente para o animal. Sobre frutas, as citadas pelo especialista foram mamão e abacaxi.

Durante a entrevista, também surgiram dúvidas se a ração é o motivo de tantos casos de câncer canino. Alexandre discorda! Para ele, um dos motivos é que os cachorros têm vivido mais e, quando se vive mais, consequentemente a chance de apresentarem um câncer aumenta. “Outro ponto é que a medicina veterinária avançou muito e os diagnósticos são muito mais certeiros, então, a impressão que fica é que tem muito mais casos de câncer.”

Cropofagia

Por incrível que pareça, a cropofagia, ato de comer cocô, é um comportamento natural de alguns animais. “Se a mãe não come o cocô dos filhotinhos quando eles estão mamando, eles morrem. Isso faz parte e a gente tem que deixar acontecer”, enfatiza Alexandre.

Depois que o cachorro cresce, é possível evitar este comportamento chamando-o depois que ele fez cocô e dando um petisco. Depois, jogue um spray amargo em cima das fezes e as recolha com calma.

A recomendação do especialista é que o tutor procure um médico veterinário, pois alguns cachorros comem as fezes por motivos fisiológicos, e não necessariamente comportamentais.

Higiene bucal dos pets

Para os gatos, esse processo não é necessário, pois eles são animais mais independentes. Por isso, na opinião de Alexandre, é preciso colocar na balança: de um lado o relacionamento entre o tutor e o gatinho e, do outro, a higiene, pois este processo tem que ser prazeroso para os dois!

Para os cachorros, esse processo deve ser mais regular e com pasta dental com sabor de carne. Nada de usar o seu creme dental!

Relacionamento entre cães e gatos

A prioridade deve ser o bem-estar dos bichos. No começo, é importante reservar um quarto só para o gato, onde ele se sinta seguro (que o cachorro não tenha acesso), até que eles se acostumem.

A aproximação deve ser feita aos poucos, para evitar qualquer trauma. Para isso, coloque o gato dentro de uma caixa de transporte, com uma comida bem gostosa dentro, e deixe-o na sala com o cachorro. Fique controlando o cachorro e, se necessário, dê uma bronca tranquila. Quando ele for bonzinho, recompense-o.

Ciúmes

A dica para evitar que o cão desenvolva ciúmes dos outros é você não deixar de dar carinho para ele quando outro pet se aproximar. “Pela minha experiência, acho que isso é o que mais funciona”, reforça Rossi. Então, quando você estiver com ele e outro cachorro aparecer, dê bastante atenção para o que já estava com você. Quando o outro sair, pare de dar atenção. Assim, ele irá associar o outro cachorro com o carinho.

Para assistir a live, clique aqui.

Encontre por tipo de Mídia:


Live nas mídias sociais da Veja SP

https://www.facebook.com/vejasp/videos/10156808...

Veja a live que Alexandre Rossi participou nas mídias da Veja SP, tirando algumas das dúvidas mais frequentes dos tutores.

Alexandre dá dicas sobre animais ansiosos

https://www.facebook.com/Alexandreprossi/videos...

Assista a live que o especialista preparou para tirar dúvidas de tutores.

Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br...

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS...

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets e crianças com necessidades especiais

Alexandre Rossi conta os benefícios que os animais trazem para a vida de uma criança especial.

Como adotar um cão?

Adotar um animal é um ato de amor e compaixão, mas que precisa ser bem pensado. Descubra mais com Alexandre Rossi.

Como estimular os gatos a beberem mais água?

O Dr. Pet explica a importância da água para os felinos e dá dicas para estimular a sua ingestão.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

Alexandre para revista Contigo: adestrar para melhorar a convivência no lar

https://contigo.uol.com.br/

Veja a coluna da Cãotigo de agosto.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.