CURIOSIDADES

Por que cães gostam de rolar em coisas malcheirosas?

por Equipe de Comunicação
|
Compartilhe:

Muitos tutores relatam que seus cães parecem sentir um enorme prazer ao se esfregar em objetos fedidos durante o passeio, como carniça de animais mortos ou fezes. E, quando agem assim, parecem estar se divertindo.

Existem algumas teorias sobre o que motiva esse comportamento. O que posso garantir desde já é que não se trata de um distúrbio, mas sim de algo instintivo. Portanto, não se preocupe caso o seu cachorro tenha essa preferência: ele não é uma exceção!

Sinal de alimento por perto

Uma das hipóteses é que, em grupos de canídeos de vida livre, aquele que se esfrega em carniça, ao voltar para o grupo, estaria mostrando aos demais que há uma fonte de alimentos por perto (lembrando que, para muitas espécies, matéria orgânica em decomposição integra a sua alimentação rotineira).

Deixar o seu odor

Alguns, por outro lado, atribuem o comportamento a uma tentativa de deixar o próprio cheiro naquilo que tem odor mais forte, como uma forma de marcação olfativa.

Eles gostam mesmo!

Há quem afirme, por outro lado, que os cães, por terem o olfato tão desenvolvido, podem ter simplesmente uma preferência por destacar seu próprio odor perante os outros membros do grupo, como se estivessem se “vestindo” com uma novidade.

Fazendo um paralelo com os sentidos dos humanos, nosso mundo é predominantemente visual e há pessoas que gostam de usar roupas mais chamativas de vez em quando. Para os cães, o cheiro mais forte sobre o seu próprio corpo seria também uma forma de se comunicar, como se ele fosse se “vestir” de maneira mais vibrante.

Tentar disfarçar o próprio cheiro

A teoria mais aceita, no entanto, supõe que o comportamento foi herdado de ancestrais caçadores que agiriam assim para tentar disfarçar o próprio cheiro e ter mais chances de sucesso durante uma caçada. Assim, rolariam no excremento de algum animal para não serem identificados rapidamente ao se aproximarem de uma possível presa.

O que fazer?

De qualquer maneira, mesmo considerando que não estamos falando de um comportamento anormal, essa atitude pode ser muito repugnante para os tutores.

Uma dica, caso o seu cão tenha esse hábito, é treiná-lo muito bem no comando “vem” para que tenha mais chances de obter a atenção dele quando o mesmo começar a cheirar com muito entusiasmo algum local durante o passeio.

É importante lembrar que você deverá recompensá-lo com algo que ele adore para que valha a pena deixar de lado aquele “troféu” malcheiroso e prestar mais atenção em você.

Por Alexandre Rossi, zootecnista, especialista em comportamento animal e sócio-fundador da Cão Cidadão.

Fonte: Veja SP.

Encontre por tipo de Mídia:


Live nas mídias sociais da Veja SP

https://www.facebook.com/vejasp/videos/10156808...

Veja a live que Alexandre Rossi participou nas mídias da Veja SP, tirando algumas das dúvidas mais frequentes dos tutores.

Alexandre dá dicas sobre animais ansiosos

https://www.facebook.com/Alexandreprossi/videos...

Assista a live que o especialista preparou para tirar dúvidas de tutores.

Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br...

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS...

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets e crianças com necessidades especiais

Alexandre Rossi conta os benefícios que os animais trazem para a vida de uma criança especial.

Como adotar um cão?

Adotar um animal é um ato de amor e compaixão, mas que precisa ser bem pensado. Descubra mais com Alexandre Rossi.

Como estimular os gatos a beberem mais água?

O Dr. Pet explica a importância da água para os felinos e dá dicas para estimular a sua ingestão.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

Alexandre para revista Contigo: adestrar para melhorar a convivência no lar

https://contigo.uol.com.br/

Veja a coluna da Cãotigo de agosto.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.