GATOS

Terapia felina com feromônios

por Equipe de Comunicação
|
Compartilhe:

Muitos médicos veterinários renomados já utilizam e recomendam os feromônios para o tratamento de distúrbios de comportamento e problemas como estresse.

Mas, afinal, o que são feromônios? São odores produzidos pelos próprios animais, capazes de alterar o comportamento de outros bichos próximos. Conheça as formas que ele atua no indivíduo e no ambiente.

  • Liberadores;
  • Sinalizadores;
  • Primers, para dar início a um comportamento;
  • Moduladores.

Uso prático

Atualmente, esses hormônios já vêm sendo utilizados com frequência na terapia comportamental de felinos. A vantagem é que eles não provocam nenhum efeito colateral, diferentemente de alguns medicamentos.

O ideal é borrifar a substância no ambiente todos os dias ou deixar que ela seja espalhada por um difusor.

Em quais momentos os feromônios podem ser utilizados?

  • Estresse: alguns têm a capacidade de diminuir ou, até mesmo, de prevenir o estresse. O feromônio facial sintético atua como um modulador, diminuindo a necessidade do gato de controlar, reconhecer e demarcar território, prevenindo o estresse dele em relação a ambientes estranhos.
  • Demarcação com urina: principalmente os gatos que não são castrados têm tendência a demarcar o território com urina. Para evitar esse comportamento, os feromônios são excelentes.
  • Móveis arranhados: se borrifado diariamente, o feromônio é capaz de condicionar o gato a não arranhar certos móveis e objetos.
  • Visitas e desconhecidos: aplique o feromônio algumas horas antes da chegada de visitas para evitar o estresse desses animaizinhos.
  • Brigas: se você tem mais de um gato em casa, é possível que aconteçam brigas. Os feromônios podem ser seus aliados no combate a esse comportamento, porém, é preciso tomar cuidado, pois a utilização dessas substâncias pode ter o efeito reverso.

Converse com um médico veterinário de confiança para saber como aplicar os feromônios no tratamento de problemas comportamentais.

Fonte: Livro O segredo dos gatos, do Alexandre Rossi. 

Encontre por tipo de Mídia:


Live nas mídias sociais da Veja SP

https://www.facebook.com/vejasp/videos/10156808...

Veja a live que Alexandre Rossi participou nas mídias da Veja SP, tirando algumas das dúvidas mais frequentes dos tutores.

Alexandre dá dicas sobre animais ansiosos

https://www.facebook.com/Alexandreprossi/videos...

Assista a live que o especialista preparou para tirar dúvidas de tutores.

Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br...

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS...

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets e crianças com necessidades especiais

Alexandre Rossi conta os benefícios que os animais trazem para a vida de uma criança especial.

Como adotar um cão?

Adotar um animal é um ato de amor e compaixão, mas que precisa ser bem pensado. Descubra mais com Alexandre Rossi.

Como estimular os gatos a beberem mais água?

O Dr. Pet explica a importância da água para os felinos e dá dicas para estimular a sua ingestão.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Alexandre e Estopinha no programa Rock a 3

Ouça a entrevista do especialista na rádio Kiss FM.

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

Alexandre para revista Contigo: adestrar para melhorar a convivência no lar

https://contigo.uol.com.br/

Veja a coluna da Cãotigo de agosto.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.